Total de visualizações de página

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Publicado o livro com trabalhos de 21 autores que participaram de três sessões do Simpósio


 Acaba de ser publicado, pela Editora da Universidade Federal de Pelotas, com apoio da CAPES e do Programa de Pós-Graduação em História da UFSC, o livro "Nem fanáticos, nem jagunços: reflexões sobre o Contestado (1912-2012)", organizado por Delmir José Valentini, Márcia Janete Espig e Paulo Pinheiro Machado. Outros textos apresentados no Simpósio serão publicados em Dossiê Especial em futuro número da Revista Esboços, da UFSC.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Certificados Sessão Pelotas

Os certificados referentes a sessão Pelotas de nosso Simpósio sobre o Centenário do Contestado encontram-se a disposição para entrega junto a secretaria do Programa de Pós-Graduação em História da UFPel. Aqueles que não puderem retirar no local por gentileza enviem os endereços para correspondência para o e-mail : centenariocontestadopelotas@gmail.com

domingo, 2 de dezembro de 2012

Mensagens de apoio à Carta do Irani



"Quero parabenizar as pessoas que propuseram e realizaram estes Simpósios e especialmente a Carta. O Estado tem a uma longa dívida social com a população de herdeiros da luta e das consequências desastrosas do ponto de vista social. Seus descendestes continuam à margem da sociedade, distantes de direitos  elementares. O "espaço" ocupado por eles na sociedade não pode ser mais excludente. Minha pesquisa de mestrado (2009), que diretamente não tinha relação com o tema, trouxe como surpresa esta relação. Parabéns!"

Ignez Busnello Durgante.

Assistente social do fórum da Comarca de Concórdia (incluindo Irani)

"Permítame expresarle mi completo apoyo a sus peticioens en este documento. Cordialmente". Josep Fontana (Universitat Pompeu Fabra, Barcelona, Espanha)


"Muito grato pela transcrição da "Carta do Irani" e cumprimentos  pela   oportuna iniciativa, com a qual me solidarizo. Repassarei, com muito prazer às pessoas e instituições a quem me ligam relações de amizade. Atenciosamente."
Coralio B. P. Cabeda (Instituto Histórico-Geográfico do Rio Grande do Sul)

"Participantes do Simpósio, parabenizo a todos e todas por esta iniciativa, pela generosidade e humanidade deste manifesto. Quiçá na academia pudessemos ser mais sensíveis às causas sociais, indo além dos nossos interesses particulares... não se limitando unicamente à análise de nossos "objetos de estudo". Vou divulgar
a Carta do Irani e que ela sirva de inspiração para outras ações.

Um abraço" Maria Celma Borges. (Profa. UFMS)


"Gostei dessa manifestação em defesa das populações da área do conflito, do patrimÔnio material e imaterial. Isto prova que a academia não está tão dissociada da vida social e tem seu papel à cumprir. Abraços." Profa. Maria de Fátima Fontes Piazza (UFSC)



"Congratulações pela bem sucedida série de eventos realizados ao longo do ano e pela Carta do Irani. Ótimo conteúdo. Saudações fraternas."  Flavio Braune Wiik (Prof. UEL)


"Trata-se de uma bela Carta, pungente e absolutamente necessária. Como o Contestado é contemporâneo!"  Marli Auras (Profa. UFSC)

"Acabo de ler a "carta do Irani", a qual espero, sinceramente, que  ajude a produzir efeitos concretos com a gente da região. Acho que  vocês conseguiram colocar ali coisas exequíveis e que com um pouco  de vontade política, poderão ser concretizadas. Parabéns!"  João Klug (Prof. UFSC)


"A carta está muito bem construída e objetiva. Parabéns a todos."
Telmo Marcon (Prof. UPF)

"Parabéns a vocês todos pela iniciativa importante." Beatriz Gallotti Mamigonian (Profa. UFSC)

"Importantíssima esta iniciativa dos pesquisadores e professores,  já  estou divulgando o documento,  podem contar conosco." Priscila Monerat (Profa. Escola Latino-Americana de Agroecologia - Assentamento "Contestado" - Lapa, PR)


"Desde Barcelona (Cataluña) felicitaciones por el documento y por lo  que ha significado historiográficamente todos los congresos y actos  sobre el centenario de la Guerra do Contestado. A partir de  este momento, los alumnos de la graduación de historia de nuestra  Universidad a través de la materia de Historia Contemporánea de  America, se les hace una referència a la Guerra do Contestado. Este  documento pasará también a formar parte de su preparación y servirá para explicarles la conexión entre pasado y presente. Que se cumplan los deseos y un abrazo para todos i todas."
Jordi Figuerola (Prof. Hist. Contemporânea - Universitat Autonoma de Barcelona)

domingo, 21 de outubro de 2012


      Universidade Federal de Santa Catarina
Universidade Federal de Pelotas
Universidade Federal da Fronteira Sul 


Carta do Irani


         Nós, professores, estudantes e pesquisadores da área de História e demais Ciências Humanas, participando de três sessões (na UFSC, entre 29 de maio e 1 de junho; na UFPEL, entre 29 e 31 de agosto e na UFFS, entre 18 e 22 de outubro) do Simpósio sobre o Centenário do Movimento do Contestado, reunidos ao longo deste ano de 2012, preocupados com o estado e situação de acervos documentais, locais de memória, patrimônio histórico e da população remanescente do conflito do Contestado, alertamos a sociedade civil e conclamamos as autoridades públicas (órgãos de Patrimônio e Memória, Poder Executivo, Ministério Público e Poder Judiciário, das esferas municipais, Estaduais e Federal) para:
a). A premência da implementação de políticas públicas de saúde, educação e terras para a população remanescente do conflito, como forma de atendimento a cidadãos que, por gerações, estiveram marginalizados dos benefícios da sociedade brasileira. Considerando que os núcleos de remanescentes do conflito - e de população tradicional do planalto meridional em geral - apresentam atualmente os mais baixos índices de desenvolvimento humano do sul do Brasil (IDH, conforme avaliação oficial);
b). A urgência da defesa dos locais de memória e convivência das populações tradicionais remanescentes do conflito em Santa Catarina, e em maior âmbito, dos locais frequentados pelos devotos da tradição de São João Maria em todo o sul do Brasil. Atualmente muitas fontes de “águas santas”, grutas, ermidas, cruzeiros, antigos redutos, guardas e cemitérios precisam de defesa institucional e recuperação e conservação, como locais de visitação, culto, convivência e pesquisa científica;
c). A necessidade da localização, preservação, guarda e colocação à disposição de pesquisa de acervos documentais, de origem pública ou privada, compreendendo todo um repertório (de documentos, imagens, prosa, poesia, orações, pinturas, esculturas, objetos museológicos, depoimentos orais e peças audiovisuais) que tenham relação com a Guerra do Contestado e, num sentido mais amplo, sobre a vida, a sociedade e a cultura do planalto meridional brasileiro;
Acreditamos que é nossa obrigação, como professores, pesquisadores e estudantes, apontar as questões acima para que nos próximos 100 anos não tenhamos que lamentar a continuidade de situações de subalterização e marginalização de nossa pobre população que tanto trabalhou e trabalha para a edificação da nação.

Irani, 22 de outubro de 2012.

      Assinam: Os participantes do Simpósio do Centenário do Movimento do Contestado: História, Memória, Sociedade e Cultura no Brasil Meridional, 1912 – 2012. Carta aprovada por aclamação na mesa final da sessão de Chapecó – UFFS.


       http://simpsiocentenriocontestado1912-2012.blogspot.com.br/

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Programação da Sessão de Chapecó - de 18 a 22 de outubro - Simpósio Centenário Contestado



CHAPECÓ -  UFFS Quinta-feira, dia 18 de outubro.
A partir das 7hs30min
Credenciamento

09hs Abertura Oficial

09hs30min
Dr. Valmir Muraro (UFFS)
Apresentação do Projeto Stricto Sensu – Mestrado em História na UFFS

10hs MESA REDONDA:
COLÔNIAS, FRONTEIRAS e CONTEXTO HISTÓRICO DE DISPUTAS TERRITORIAIS NO SUL DO BRASIL
Profa. Luz Irene Pyke (Universidad Nacional de Misiones, Aregentina)
-Militares revolucionarios del Brasil en la frontera argentino-brasileña: una aproximación hacia los procesos transfronterizos (1924-1927).

Dr. Antônio Marcos Myskiw (UFFS- Campus Realeza). A Colônia Bom Retiro (Pato Branco/PR) e sua relação com o êxodo camponês da região do Contestado.

Dra. Isabel Gritti (UFFS - Campus Erechim) “Novo Contestado”: a Jewish Colonization Association e os intrusos na Fazenda Quatro Irmãos/RS

14hs MESA REDONDA: MONGES E IMAGINÁRIO
Ms Henrique Aniceto Kujawa (UNOCHAPECÓ) Representações Resignificações do Monge João Maria na construção do Movimento dos Monges Barbudos.
 Dra. Tânia Welter – Discursos, sentidos e devoções: o profeta São João Maria no centenário do   contestado
Emerson Neves da Silva – A reforma agrária, o religioso e a experiência histórica na construção de atores sociais no Sul do Brasil.

16hs MESA REDONDA:
HISTORIOGRAFIA, CONTESTADO E COLONIZAÇÃO
Dr. Milton Cleber Pereira Amador (UnC)
Colonização de Concórdia e a expulsão dos caboclos.

Ms. Carlos Comasetto (FATTEP\SC). A Colônia  Rio Uruguay, a Estrada de Ferro São Paulo Rio Grande e a Guerra no território Contestado (1912-1916)

 Ms. Teresa Machado da Silva Dill (UNOCHAPECÓ) História e historiografia do Contestado

19hs -  Conferência . CENTENÁRIO DO CONTESTADO: MEMÓRIA E HISTÓRIA
Dr. Paulo Pinheiro Machado (UFSC)

21hs –   Romário José Borelli e sua produção:
 "CONTESTADO: ALÉM DA HISTÓRIA"

CHAPECÓ - UFFS – sexta-feira, dia 19 de outubro
08hs30min
MESA REDONDA: FONTES ESPECIAIS – O CONTESTADO NAS ARTES E NA ARQUEOLOGIA
Dr. Delmir José Valentini (UFFS) e Prof. Gerson Witte (IFSC). Contextualização histórica e leitura visual do painel "Contestado - terras contestadas", de Hassis.
Dr. Jaisson Teixeira Lino (UFFS)
Guerra do Contestado: Um Enfoque Arqueológico.

10hs30min
MESA REDONDA
TERRITÓRIO, POVOAMENTO E CONFLITOS
Dr. Paulo Afonso Zarth (UFSC) e Dr. Márcio Antônio Both da Silva (UNIOESTE-PR) Reli-giosidade popular, autoridade constituída e conflitos no sul do Brasil (1860-1930).
Dr. Eloy Tonon (FAFI\PR) O Estado das Missões e o Contestado
Dr. Claiton Márcio da Silva (UFFS) “Uma Guerra Desconhecida” disputas simbólicas, ressignificações sobre a memória do Contestado (1970-2011)

14hs MESA REDONDA:
TEORIA DA HISTÓRIA  E FONTES MILITARES
Dr. Rogério Rosa Rodrigues (UDESC). Canudos e Contestado e a fotografia de   Guerra no Brasil
Prof. Rui Bragado Sousa (UEM) "Walter Benjamin e a teoria messiânica da História
16hs MESA REDONDA:
FERROVIA, COLONIZAÇÃO E CONFLITOS
- Dra. Márcia Janete Espig (UFPEL).   " Os turmeiros da Estrada de Ferro São Paulo – Rio Grande e suas relações com o Movimento do Contestado"
Dr. Delmir José Valentini e Dr. José Carlos Radin (UFFS). A Guerra do Contestado e a Expansão da Colonização
Dra. Arlene Renk (UNOCHAPECÓ).Caboclos: resistência e colonização no Oeste Catarinense.

19hs - MESA REDONDA:

DAGOSTINI:O MONGE DA MONARQUIA BRASILEIRA E DAS REPÚBLICAS SUL AMERICANAS
Dr. José Fraga Fachel (UFRGS) e Dr. Alexandre de Oliveira Karsburg (UFRJ)

CHAPECO, sábado, dia 20 de outubro – CEOM

 CEOM(Centro de Organização da  Memória Sócio Cultural do Oeste de Santa Catarina)

8hs30min MESA REDONDA 1
LITERATURA, FICÇÃO E MEMÓRIAS
 Gelso Lemes de Campos (Especialização UFFS)– Império Caboclo de Donald Schüller
 Joani Elisabette Wickert (Especialização UFFS)– Geração do Deserto de
Guido Wilmar Sassi
Caroline Tedesco Duarte (Especialização - UFFS). Chica Pelega a Guerreira  do Taquaruçu de Sanford de Vasconcellos
 Neila Fornari (Especialização - UFFS)
 Memórias: dados para a História do Brasil de Setembrino de Carvalho

Coordenadora de mesa: Miriam Carbonera/CEOM
Debatedor: Delmir José Valentini/UFFS

8hs30min  MESA REDONDA 2
LÍDERES, GUERRA E COLONIZAÇÃO
 Adenilson  da Rosa (Especialização - UFFS) – Lideranças do Contestado de Paulo Pinheiro Machado.
  Diogo de Mello (Especialização - UFFS)– Da Cidade Santa à Corte Celeste: Memórias de Sertanejos e a Guerra do Contestado de Delmir José Valentini
 Ademir Miguel Salini (Especialização - UFFS)– Representações da Colonização de José Carlos Radin
 Márcio Luiz Rodrigues (Especialização - UFFS)– Lideranças do Contestado de Paulo Pinheiro Machado

Coordenador de mesa: André Onghero/CEOM
Debatedor: Henrique Aniceto Kujawa/UNOCHAPECÓ

10hs30min - MESA REDONDA 3
TESTEMUNHAS, NARRATIVAS E IMPRENSA
  Aline Maisa Lubenow (Especialização - UFFS)– Outras narrativas da nacionalidade: o movimento do Contestado de Liz Andréa Dalfré
 Deloir Federici (Especialização - UFFS)– O último jagunço de Euclides Felippe
Douglas Satirio da Rocha (Especialização - UFFS)- Imagens dos sertanejos da Guerra do Contestado nas páginas da imprensa: Diário da Tarde (Curitiba/PR, 1912-1916) de Karina Janz Woitowicz
  Gilberto Oliari (Especialização - UFFS)- Taquaruçu a pérola da Contestado de Sergio Lorenzi

Coordenador de mesa: Ademir Miguel Salini/CEOM
Debatedor: Paulo Pinheiro Machado (UFSC)

10hs30min - MESA REDONDA 4
CABOCLOS, MONGES E MESSIANISMO
 Artur Araújo Santos (UnB\CAPES) Aproximação entre Cristianismo: uma possível 'Leitura' das Cartas aos Tessalonicenses no Movimento do Contestado
Luiz Fernando Ferrari (SED\SC)– Caboclos: História, Memória e Práticas   Culturais
  Alessandro Luiz Serafini (Especialização - UFFS)– A Campanha do Contestado de Oswaldo Rodrigues Cabral
  Jeferson Carlos Brunetto (Especialização - UFFS)– Os fanáticos: crimes e aberrações da religiosidade dos nossos caboclos de Aujor Ávila da Luz
 Elisandra Formeck (Especialização - UFFS)– O Profeta São João Maria continua encantando no meio do povo: um estudo sobre os discursos contemporâneos do profeta São João Maria no diálogo com Paul Ricouer de Tania Welter

Coordenador de mesa: Denise Argenta /CEOM
Debatedor: Marcia Janete Espig (UFPEL)
Domingo e Segunda-feira, dias 21 e 22 de outubro – Irani
Exposições de trabalhos/ Pôsters/ Banners
Desfiles com Escolas Estaduais e Municipais e Visitas guiadas ao local do combate do Irani

Informações:  centenariocontestado@gmail.com

segunda-feira, 6 de agosto de 2012


Simpósio Centenário do Contestado – sessão de Pelotas – Programação e Inscrição de Ouvintes

Local: Biblioteca Pública de Pelotas.



Dia 29 de agosto:
10 horas às 12 horas:
Credenciamento
14 às 17 horas:
Comunicações Temáticas
17 às 18 horas:
Exposição de Banners
19 às 22 horas:
Conferência de abertura: “O Centenário do Contestado: reflexões e demandas” Dr. Paulo Pinheiro Machado (UFSC).
Dia 30 de agosto:
9 às 12 horas:

Mesa Redonda 1: O Contestado, fontes e representações.
Dra. Ivone Gallo (Unicamp). “O Contestado: suas histórias, suas fontes, suas ficções.”
Dr. Delmir José Valentini (UFFS) e Esp. Gerson Witte (IFSC). “Hassis e o Contestado – Terras Contestadas”.
14 às 18 horas
Mesa Redonda 2: Pesquisas recentes sobre o Contestado I.
Dr. Delmir José Valentini e José Radin. “A Guerra do Contestado e a expansão da colonização.”
Ms. Jaisson Teixeira Lino (UFFS) “Monges sacralizando a paisagem: Grutas, fontes d'água e outras formações naturais no viés da Arqueologia do Sagrado.”
18 às 19 horas
Lançamento de livros
19:30 às 22 horas
Mesa Redonda 3: Pesquisas recentes sobre o Contestado II. Dr. Rogério Rosa Rodrigues (UDESC). “Mártires da Pátria e guerreiros celestes: rituais cívico e religiosos na Campanha do Contestado”.
Dra. Márcia Janete Espig (UFPEL).  “A atuação da Estrada de Ferro São Paulo – Rio Grande durante a Guerra do Contestado: resultados de pesquisa.
Dia 31 de agosto:
9:00 às 12:00 horas:

Mesa Redonda 4: Religiosidade popular no Sul do Brasil I.
Ddo. Fabian Filatow (PUCRS). “O Santo Monge e o Movimento dos Monges Barbudos: cultura, sagrado, representações.”
Dra. Susan Aparecida de Oliveira (UFSC). “Tramas entre memórias e imaginário colonial: as vidas de Santos e os relatos sobre os monges do Contestado.”

14 às 18 horas
Mesa Redonda 5: Religiosidade popular no Sul do Brasil II
Dr. Ancelmo Schörner; Dr. Adilçon Campigotto; Gda. Franciane Gurski. (Unicentro, Irati). “Os olhos d’água e São João Maria nos Faxinais de Irati e Região”.
Dr. Paulo Afonso Zarth (UFFS) e Dr. Marcio Antônio Both da Silva  (Unioeste). “Religiosidade Popular, Autoridades e Conflitos.”
Dr.ª Nikelen Acosta Witter (UNIFRA) “O poder social da cura: uma análise cultural.

19 às 22 horas
Mesa Redonda 6: Os Monges do Contestado.
Prof. Me. José Fraga Fachel. “O Monge João Maria.”
Dr. Alexandre Karsburg (UFRJ). “Eremita do Novo Mundo: A Odisséia de um monge peregrino na América Católica do século XIX.”

  
===================================================
Simpósio Centenário Contestado: 1912 – 2012
Universidade Federal de Pelotas
29 a 31 de Agosto de 2012
INSCRIÇÃO OUVINTE


Nome:______________________________________________________________

RG :___________   CPF: ________________E-mail:_____________________

Instituição: ____________________________________________________

Assinatura: ____________________________________________________


Levar a ficha de inscrição preenchida no dia inicial do evento ou, antecipadamente, para o e-mail inscricoescentenario@gmail.com



====================================================
Promoção:
Universidade Federal de Pelotas
Universidade Federal de Santa Catarina
Universidade Federal da Fronteira Sul
Apoio:
FAPERGS : Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul
CAPES